Filmes

3 filmes que exploram o futuro da tecnologia

inteligência artificial

Para cineastas, o futuro sempre foi uma fonte de possibilidades e finais criativos, uma maneira de lidar o desconhecido retratando-o como ficção.

E com a rápida evolução e avanços em efeitos visuais e ferramentas de produção de cinematográficas, visualizações ainda mais fantásticas e hiper-detalhadas da imaginação são possíveis. O aumento da tecnologia de produção de filmes digitais facilitou a representação de uma imagem mais precisa do mundo digital de amanhã.

Confira agora uma lista com 3 filmes podem retratar o futuro da nossa tecnologia:

3. Homem de Ferro (2008)

JARVIS não é apenas o que Siri ou o Google Assistente aspiram ser. Tanto que o CEO do SpaceX, Elon Musk, vem trabalhando em uma maneira de replicar uma máquina virtual como o JARVIS de Tony Stark.

Tanto Musk quanto outros cientistas ao tentarem replicar JARVIS, estão lidando com o modo como os seres humanos podem interagir com computadores e objetos digitais de uma maneira mais natural.

2. A trilogia Matrix (1999 – 2003)

Em um futuro distópico, o que é percebido como realidade é meramente uma simulação virtual criada por máquinas conscientes que tomaram conta da população humana.

Esta é uma tecnologia ainda um pouco distante de nossa realidade. Entretanto, apesar de não ser tão sinistro quanto as máquinas inteligentes que controlam a chamada Matrix, os óculos de Realidade Virtual , chegam muito perto da sensação de estar totalmente imerso em um novo mundo.

1. MIB

A trilogia de filmes MIB (Homens de Preto), produzida por Steven Spilbierg, nos mostra diversos acessórios e tecnologias de ponta, a maioria, inclusive, não existente em nossa realidade atual.

Mas uma em especial chama a atenção: o Neuralizador. Trata-se de um dispositivo secreto usado pelo MiB, que tem a capacidade de limpar a mente de quem vê o flash disparado diretamente pelo neuralizador. Após ver a luz, a vítima estará pronta para receber uma nova memória e esquecer absolutamente tudo o que aconteceu.