Mercado de Trabalho

5 maneiras da inteligência artificial te ajudar no trabalho

inteligência artificial

Umas das maneiras em que a inteligência artificial (IA) já está influenciando empresas e afetando o mercado de trabalho é no recrutamento e seleção de novos profissionais. Algoritmos já são uma realidade para o auxílio de contratação de mão de obra em empresas, atuando diretamente na seleção de novos candidatos.

Um dos principais potenciais da IA é de identificar o melhor candidato entre todos os que desejarem determinada vaga. Se você tiver o perfil ideal para alguma oportunidade, pode ser mais fácil ser notado mesmo sem aquela indicação profissional que ajuda muita gente.

A IA também atuará diretamente no aumento de produtividade em empresas. Já que cruzando inúmeros dados e aprendendo com as experiências passadas, é possível identificar as formas mais produtivas de trabalhar. Em outras palavras, algoritmos inteligentes serão capazes de monitorar e analisar o melhor caminho que um funcionário deverá seguir para conseguir ser mais eficiente em seus afazeres.

Já passou pela frustração de ver seu salário abaixo da sua categoria? Bom, a IA poderá, num futuro próximo, influenciar nisso também.

A IA pode atuar identificando particularidades dos profissionais, como grau de estudo, cursos complementares e experiência. Programas inteligentes poderão mensurar as gradações mais apropriadas entre os salários em cada nível gerencial. Assim, teríamos salários mais compatíveis e nivelados em todas as categorias.

Um dos maiores confortos que a IA poderá trazer será o trabalho remoto. Já que com o avanço da tecnologia, empresas poderão monitorar seus funcionários mesmo à distância, podendo realizar videoconferências cada vez mais realistas, com o auxílio da realidade aumentada, por exemplo, e saber exatamente o que o seu funcionário está fazendo e se está sendo produtivo.

Por fim, a IA poderá trazer às empresas lideranças mais confiáveis. Algoritmos de gestão empresarial podem revelar números de seus gestores e mostrar o quão eficientes eles estão sendo, revelando vários detalhes sobre suas atribuições.

O algoritmo analisa os calendários de atividades, entre outros fatores, e depois dá sugestões de mudanças com base nas prioridades da companhia. A ideia é gerir o tempo da melhor forma possível e, dessa forma, aperfeiçoar as lideranças.