Informática

Inteligência artificial é capaz de dormir e sonhar

Nos humanos, estudos já mostraram que o sono tem vários benefícios, como manter o cérebro saudável, permitindo que os neurônios removam conexões sinápticas desnecessárias, por exemplo. Mas agora isso pode não estar limitado a “apenas” humanos ou mamíferos.

Baseando-se nesse princípio biológico, pesquisadores da Itália desenvolveram uma inteligência artificial cujo desempenho aumenta ao “dormir” e “sonhar”.

O processo do sono, através da homeostase sináptica, impede que o cérebro seja invadido por memórias inúteis. E é possível que isso ajude a melhorar o desempenho cognitivo, enquanto os sonhos permitem processar as memórias.

Um efeito muito semelhante pode estar acontecendo com redes neurais artificiais (RNA) criadas por cientistas italianos. Eles programaram um tipo de RNA chamada de Rede de Hopfield para a inteligência artificial poder dormir.

Inspirado no processo de sono e sonho que ocorre em mamíferos, os cientistas criaram um mecanismo de aprendizagem online e offline. Basicamente, o padrão online permite a armazenagem de informações externas enquanto a RNA está ativa e o offline permite a desaprendizagem e consolidação de informações.

Traduzindo, isso significa que enquanto a rede neural está acordada, ela estará aprendendo e armazenando padrões. No entanto, essa capacidade de armazenamento é limitada. Afinal, a inteligência artificial não vai ficar aprendendo tudo e para sempre, ilimitadamente.

Então aí entra o estado de sono da rede neural criado pelos cientistas. Com ele, o algoritmo consegue desaprender informações desnecessárias, e depois consolida o que resta, ou seja, as coisas mais importantes. Processo esse, exatamente como ocorre em seres humanos.

É uma espécie de filtragem, onde o que é importante permanece e o que é desnecessário, é jogado fora pela memória da rede neural.

Em diversos testes por meio de simulações realizadas, o resultado mostrou que se uma rede neural dormisse de vez em quando, poderia apresentar um melhor desempenho geral. Com base nos resultados obtidos, os cientistas defendem a tese de que o sono não seja apenas um processo biológico obrigatório para humanos, mas também para a inteligência artificial.

Livros sobre I.A

inteligencia-artificial-no-ensino

Inteligência Artificial no Ensino. Como Co...

inteligencia-artificial-generica

Inteligência Artificial Genérica: Os desaf...

livro redes neurais princípio e prática

Redes Neurais. Princípios e Prática

marketing-juridico-inteligencia-artificial

Marketing Jurídico. O Poder das Novas Mídi...

ceo-inteligencia-artificial

Exame Ceo. Inteligência Artificial

entendendo-a-inteligencia-artificial

Entendendo Inteligencia Artificial

androides-sonham-com-ovelhas-eletricas

Androides Sonham Com Ovelhas Eletricas?

inteligencia-artificial-algoritmos-geneticos-na-pratica

Inteligência Artificial: Algoritmos Genéti...

Cursos de I.A

instarise

Instarise – Inteligência artificial ...

Tudo Sobre IoT curso online

Tudo Sobre IoT – Internet das Coisas

comandar-casa-por-voz-internet-das-coisas

Manual para Comandar sua Casa por Voz a Ba...

curso online robotica automacao residencial

Curso de Robótica e Automação Residencial

336x280_profissionais-do-futuro_seq2

Profissional do Futuro – Inteligênci...

talia sistema inteligencia artificial advogados

Talia – Inteligência Artificial para...

curso-inteligencia-artificial-avancada-assistentes-pessoais

Inteligência artificial avançada para assi...

internet-das-coisas-curso

Internet das Coisas – Uma visão ampl...