Internet das Coisas

Inteligência artificial substituiu funcionários em Drive-Thru

inteligência artificial

No que está sendo divulgado mundialmente, os clientes do Good Times Burgers & Frozen Custard, em Colorado, EUA, vão se debruçar pela janela do carro e fazer seu pedido a um assistente de voz artificialmente inteligente e não mais a um humano.

O “funcionário” mais novo da Good Times foi projetado para reproduzir interações humanas, com pausas limitadas e um script baseado em menus que varia dependendo da conversa com o cliente.

A inteligência artificial tem uma voz feminina calma e amigável que soa como uma versão mais fluída da Alexa da Amazon, de acordo com Rob Carpenter, responsável pela empresa de inteligência artificial que projetou a plataforma de atendimento ao cliente.

Carpenter diz que “ela” é livre de emoções e imune ao estresse, não precisando se afastar da janela do drive-thru para comer, ir ao banheiro ou até mesmo dormir. A inteligência artificial nunca fica ofendida e ela continua falando com você com uma voz muito calma e amigável.

Além disso, isso significa que os trabalhadores humanos não precisam assumir o papel ansioso, acelerado e repetitivo que é um trabalho em drive thru.

O assistente de inteligência artificial passou por meses de testes, mas oficialmente começou a lidar com os pedidos de café da manhã do restaurante nesta semana. Se o assistente novato se depara com problemas técnicos, a transação é entregue a um funcionário humano dentro do restaurante.

Com cada vez mais veículos nas ruas e nas filas dos restaurantes drive thru, Carpenter disse que o assistente de voz de sua empresa foi projetado para aumentar a velocidade do serviço. Em vez de um funcionário gerenciando várias funções, o que geralmente é o caso, os funcionários poderão se concentrar em preparar alimentos e processar pagamentos.

Os testes iniciais, que começaram no final do ano passado, mostraram uma redução de 25% no tempo de pedido. Com mais eficiência vem mais rentabilidade, diz Carpenter, e com mais rentabilidade vem mais locais e empregos.

E sobre a polêmica discussão de máquinas roubarem serviços de humanos, Carpenter é direto ao ponto: seu trabalhador robótico não custará às pessoas seus empregos, mas sim, estará os livrando de serviços maçantes e pesados, os deixando mais “livres” para realizar outros tipos de tarefas.

Livros sobre I.A

inteligencia artificial como ler filosofia

Inteligência artificial – A associaç...

inteligencia-artificial-em-controle-e-automacao

Inteligência Artificial em Controle e Auto...

logia-fuzzy

A Inteligencia Artificial (Lógica Fuzzy) p...

introducao-a-mineracao-de-dados

Introdução à Mineração de Dados

ceo-inteligencia-artificial

Exame Ceo. Inteligência Artificial

o cerebro e o robo inteligencia artificial

O cérebro e o robô: Inteligência artificia...

inteligencia-artificial-no-ensino

Inteligência Artificial no Ensino. Como Co...

livro-inteligencia-artificial

Inteligência Artificial – Clássico n...

Cursos de I.A

curso online robotica automacao residencial

Curso de Robótica e Automação Residencial

comandar-casa-por-voz-internet-das-coisas

Manual para Comandar sua Casa por Voz a Ba...

336x280_profissionais-do-futuro_seq2

Profissional do Futuro – Inteligênci...

internet-das-coisas-curso

Internet das Coisas – Uma visão ampl...

talia sistema inteligencia artificial advogados

Talia – Inteligência Artificial para...

instarise

Instarise – Inteligência artificial ...

curso robôs im inteligência artificial facebook

ROBOS.im – Plataforma para criação d...

Tudo Sobre IoT curso online

Tudo Sobre IoT – Internet das Coisas